quinta-feira, 17 de agosto de 2017

"O POTENCIAL DO DISTRITO"



DEPOIS DA CONSCIENTIZAÇÃO DO PODER PÚBLICO, QUE NOSSAS ANTIGAS CONSTRUÇÕES QUE ABRIGARAM AS FAMÍLIAS TRADICIONAIS, QUE A REALIDADE DO CORONELISMO IMPREGNADA EM NOSSA HISTÓRIA, QUE AS ANTIGAS FAZENDAS DE CULTIVO DO CAFÉ, QUE A FORÇA ECONÔMICA E COMERCIAL DO PASSADO, QUE OS EVENTOS RELIGIOSOS COMO  AS ANTIGAS PROCISSÕES DAS FILHAS DE MARIA, AS SANTAS MISSÕES REDENTORISTAS, QUE A SAGA DAS ESTRADAS DE FERRO, QUE AS PRECIOSAS RUAS COM OS PARALELEPÍPEDOS, QUE AS GRANDES FAMÍLIAS QUE AINDA PISAM O CHÃO GUEDENSE ATRAVÉS DE SEUS DESCENDENTES QUE AINDA VIVEM NO DISTRITO, QUE A HERANÇA DAS RECEITAS CULINÁRIAS CASEIRAS PASSADAS DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO, QUE A TRADICIONAL FESTA DOS PADROEIROS (NASCIDA EM DEZEMBRO DE 1925), QUE OS GRANDES NOMES DO SERVIÇO PÚBLICO, DO COMÉRCIO, DA POLÍTICA E DA EDUCAÇÃO, JUNTAMENTE COM AS NOSSAS INFINDÁVEIS E SURREAIS LENDAS, PODERIAM SIM, CONSTITUIR UMA VASTA RIQUEZA CULTURAL  PARA O MUNICÍPIO DE LENÇÓIS PAULISTA E PARA TODA A REGIÃO, IMPLANTOU-SE  A IDÉIA  DE ALI ESTABELECER O MEMORIAL ALFREDO GUEDES.








EM AGOSTO DE 2014 NASCEU CHEIO DE HONRA E GLÓRIA O MEMORIAL ALFREDO GUEDES, COM UM ACERVO COMPOSTO POR  MÓVEIS, FOTOGRAFIAS E DEMAIS OBJETOS DE ÉPOCA, BEM COMO AS HISTÓRIAS, LENDAS MISTERIOSAS E PERSONAGENS SURREAIS, ALÉM É CLARO, DOS ACONTECIMENTOS REAIS QUE REPRESENTAM EM MUITO A RIQUEZA E O POTENCIAL DA NOSSA LENÇÓIS PAULISTA. TUDO COM A ESSÊNCIA E A TEMÁTICA PRÓPRIA DO LUGAR. FOI UM SUCESSO.
PARALELAMENTE A ISSO, VÁRIOS EVENTOS CULTURAIS FORAM FEITOS DENTRO DE ALFREDO GUEDES, EXPLORANDO A CULTURA E A MEMÓRIA LOCAL. EXPOSIÇÕES COMO A DOS CASAMENTOS REALIZADOS NA IGREJA DO BOM JESUS, DERAM CAUSA A GRANDES REPORTAGENS FEITAS PELO JORNAL DA CIDADE DE BAURU. PESQUISADORES COMO EDUARDO AYRES DELAMONICA, JOÃO FIQUEIROA, VALDEMAR BICUDO E ANTONIO CARLOS MARTINS, SE ENCANTARAM PELAS ATRAÇÕES GENUINAMENTE GUEDENSES.
EM DESFILES DE BANDAS, APRESENTAÇÕES DA ORQUESTRA DE SOPROS DO MUNICÍPIO, GRUPOS DE TEATRO E APRESENTAÇÕES DA ORQUESTRA DE CORDAS “BOCA DO SERTÃO” PASSAMOS A CONVIVER COM O HISTORIADOR DR. EDSON FERNANDES, VISITANDO E INDICANDO AS NOSSAS REALIDADES, COMO ATIVIDADE CURRICULAR PARA OS SEUS ALUNOS DE HISTÓRIA. EDSON FERNANDES INCLUIU UMA DAS HISTÓRIAS GUEDENSES EM SEU LIVRO “HISTÓRIAS INCOMUNS”, NA QUAL EU TIVE A HONRA DE UMA PARTICIPAÇÃO DE PESQUISA.
ALUNOS LENÇOENSES E GUEDENSES TOMARAM CONTATO COM AS SUAS RAÍZES HEREDITÁRIAS.




FOTOGRAFIA DA EXPOSIÇÃO "LENÇÓIS VIVA", REALIZADA NO MEMORIAL













A MISSÃO DESTE BLOG É A DIVULGAÇÃO DE TODO O POTENCIAL CULTURAL GUEDENSE (ALFREDO GUEDES GUARDIÃ DE LENDAS) DESPERTANDO A ATENÇÃO DE TODA A REGIÃO.
AS RUAS DE PARALELEPÍPEDOS, NO DIA DA INAUGURAÇÃO DO MEMORIAL, LEVARAM PARA ALFREDO GUEDES O SENHOR ANÍZIO IZIDORO, QUE TRABALHOU NO CALÇAMENTO DE UMA DAS RUAS DE PARALELEPÍPEDOS. ELE PRESENTEOU O ACERVO DE PEÇAS COM UM MANUSCRITO FEITO POR ELE PRÓPRIO, CARREGADO DE EMOÇÃO, CONTANDO COMO ERA A REALIDADE GUEDENSE, NARRANDO SOBRE TODOS QUE TRABALHARAM NO CALÇAMENTO, PEDRA A PEDRA. MUITO EMOCIONADO, DEIXOU TAMBÉM SUA FOTOGRAFIA DE CASAMENTO, REALIZADO NA IGREJA DO BOM JESUS.
NÃO ME PARECE ACERTADO, QUE ALFREDO GUEDES SOFRA MAIORES AGRESSÕES EM SUA ESSÊNCIA E IDENTIDADE, DIANTE DE TUDO O QUE AQUI FOI EXPOSTO, COMO A RETIRADA DAS PRECIOSAS PEDRAS.





COMO TAMBÉM NÃO ME PARECE ACERTADO, O DILACERAMENTO DO NOME MAIS CULTO QUE O DISTRITO JÁ RECEBEU, O NOME DA MESTRA MAIOR, PROFESSORA CECÍLIA MARINS BOSI, MUDANDO O NOME DE NOSSA TRADICIONALÍSSIMA ESCOLA, DESDE O PROCESSO DE MUNICIPALIZAÇÃO. ALIÁS, NO QUE SE REFERE À RETIRADA DO NOME DE DONA CECÍLIA, COMO CIDADÃ GUEDENSE ME SINTO NA OBRIGAÇÃO MORAL DE PEDIR DESCULPAS AOS DESCENDENTES DE TÃO SINGULAR MULHER E PIONEIRA. PEÇO DESCULPAS PELA AFRONTA COMETIDA AO NOME DE MAIOR VALOR CULTURAL QUE PASSOU POR NOSSOS CAMINHOS. PEÇO DESCULPAS E EXPRESSO O CONSTRANGIMENTO, EM NOME DE TODAS AS GERAÇÕES QUE PASSARAM PELA ESCOLA DO DISTRITO, E QUE TIVERAM O SEU MAIOR REFERENCIAL BRUTALMENTE SUBTRAÍDO DO CURRÍCULO ESTUDANTIL. REFORÇO AINDA, A CERTEZA DE QUE SOMOS TODOS DEVEDORES DA MEMÓRIA DE DONA CECÍLIA E SEU ESPOSO GINO BOSI, E CONTINUAREMOS DEVEDORES ATÉ QUE SE REERGA NOVAMENTE O SEU NOME, EM ALGUM MONUMENTO QUE DEMONSTRE A GRANDEZA E A IMPORTÂNCIA DE SEU NOME E DE TODA A SUA TRAJETÓRIA, SEJA PARA NOSSAS DESCENDÊNCIAS FUTURAS, BEM COMO PARA O DEVIDO RESGATE E VALORIZAÇÃO DE TODOS OS NOSSOS ASCENDENTES!



MENOS ACERTADO AINDA, É A OMISSÃO DO PODER PÚBLICO DE ALGUNS ANOS PARA CÁ, EM NÃO APURAR COM OS DEVIDOS CRITÉRIOS E IMPOSIÇÕES LEGAIS, O DESAPARECIMENTO DO MOBILIÁRIO DE ÉPOCA DA ESCOLA, QUE AFINAL, É PATRIMÔNIO DE TODOS NÓS, GUEDENSES E LENÇOENSES.
 MÓVEIS ADQUIRIDOS PELO ESTADO!
COMO É POSSÍVEL QUE SE PERCA ALGO DE TAMANHA MAGNITUDE?
COMO É POSSÍVEL QUE AS AUTORIDADES NADA TENHAM FEITO CONTRA TAMANHO DISPARATE, DURANTE TODOS OS ANOS QUE SE PASSARAM?
TEMOS O DIREITO DE RECUPERAR TAIS LACUNAS. NOSSAS RAÍZES GARANTEM ISSO.
ALÉM DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, FAZ-SE ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIO DESTACAR, QUE ALFREDO GUEDES SOFRE COM DESEMPREGO, HORÁRIOS ESCASSOS DE TRANSPORTE PÚBLICO, ATENDIMENTO PRECÁRIO DA CPFL, AUSÊNCIA DE BANCO OU AO MENOS UM CAIXA ELETRÔNICO, AUSÊNCIA DE AMBULÂNCIA DE RESGATE. TROCANDO EM MIÚDOS, SE CONDUZIRMOS O DISTRITO PELAS TRILHAS DA PRESERVAÇÃO CULTURA, HISTÓRICA E TURÍSTICA, TODAS AS NECESSIDADES DA POPULAÇÃO SERIAM GRADATIVAMENTE RESOLVIDAS, POIS OS SERVIÇOS QUE NÃO SE TEM ALI, VIRIAM INSERIDOS INTRINSECAMENTE NO MESMO PACOTE.
SE POR UM LADO HÁ UM NÚMERO DE HABITANTES INSUFICIENTE PARA A IMPLANTAÇÃO DE UMA INDÚSTRIA, POR OUTRO LADO, SE RESTAURADA A ESTAÇÃO DE TREM, SE CRIADAS BARRAQUINHAS COM PRODUTOS DE TEMÁTICA NATIVA (CORONELISMO, CAFÉ,  ESTRADAS DE FERRO, FOLCLORE E RELIGIOSIDADE), SE IMPLANTADA UMA HORTA COMUNITÁRIA DE PRODUTOS ORGÂNICOS,  UM SISTEMA COOPERATIVISTA, ENFIM, SUGESTÕES QUE JÁ FORAM APRESENTADAS À POPULAÇÃO POR UMA BOA PARTE DO LEGISLATIVO, REUNIDOS NA COMUNIDADE NA NOITE DE 07 DE MARÇO DE 2017; NASCERIA ALI, UM PEQUENO POLO DE VARIADAS ATIVIDADES, POSSIBILITANDO A GERAÇÃO DE RENDA PARA AS FAMÍLIAS.
NÃO PODEMOS SEPULTAR A HISTÓRIA, NOSSOS ANTEPASSADOS, A MEMÓRIA, PARALELAMENTE À ÚNICA POSSIBILIDADE DE REERGUER ALFREDO GUEDES. ASFALTAR AS RUAS DE UM CENTRO HISTÓRICO É ABRIR PARA ALFREDO GUEDES UM ABISMO PROFUNDO QUE LEVARÁ O LUGAR AO “NADA”, NUM DESTINO TRISTE DE TERRAS INFÉRTEIS COMO SUCEDEU COM A QUERIDA E LENDÁRIA PARANHOS, NO MUNICÍPIO DE AREIÓPOLIS, QUE AINDA MANTÉM A SUA INEGÁVEL BELEZA E HISTORICIDADE EM CADA PEDRA DE SUAS RUÍNAS, EM CADA PLANTA QUE A NATUREZA FAZ BROTAR DE MODO ESTRATÉGICO, EVIDENCIANDO UMA PERFEITA HARMONIA.
DEVE-SE CONSIDERAR AINDA, QUE ALFREDO GUEDES É DE FATO UM RICO CELEIRO DE POSSIBILIDADES, NÃO SOMENTE LOCAL, MAS QUE TAMBÉM PODERÁ JUSTIFICAR EM MUITO, A TRANSFORMAÇÃO DE LENÇÓIS PAULISTA EM CIDADE DE INTERESSE TURÍSTICO, TRANSFORMANDO O NOSSO DISTRITO GRANDE “PULMÃO” DA HISTÓRIA LOCAL E REGIONAL. VERDADEIRO PORÃO DE RELÍQUIAS.

CÉLIA REGINA MOTTA


Nenhum comentário:

Postar um comentário