quinta-feira, 14 de setembro de 2017

VISITEM ALFREDO GUEDES

(Senhor Lindolfo Pinheiro de Freitas e sua senhora, Dona Amália)
Fazenda Boa Vista.

VENHAM CONHECER DE PERTO, OS PROTAGONISTAS DAS NARRATIVAS CONTADAS AQUI NA Alfredo Guedes Guardiã De Lendas!  VENHAM SENTIR A ATMOSFERA MÁGICA, QUE SOMENTE ALFREDO GUEDES EXALA NA VELHA ESTAÇÃO DE TREM EM RUÍNAS, NAS CONSTRUÇÕES ANTIGAS, NOS TELHADOS QUE SE VESTEM DE SOL, NO MEMORIAL QUE NOS SUSSURRA SEGREDOS ANTIGOS, NA VELHA PONTE DO RIO LENÇÓIS QUE INSISTE EM REVELAR OS MISTÉRIOS DAS ÁGUAS.
O MEMORIAL ESTÁ MAIS VIVO DO QUE NUNCA, E AS MEMÓRIAS AINDA PRESENTES A DANÇAR PELA CASA AZUL, NOS CONVIDANDO AO RESGATE.
E SE PUDEREM FICAR ATÉ O ANOITECER, PARA APRECIAR A LUA NO SILÊNCIO DA ESCADARIA DA IGREJA DO BOM JESUS, PASSARÃO A ACREDITAR EM FADAS E DUENDES QUE HABITAM A NOSSA PRAÇA E FALAM COM A NOSSA ALMA, CONTAGIAM O NOSSO CORAÇÃO, RESGATAM NOSSAS LENDAS, CANTAM MARCHINHAS DAS VELHAS BANDAS QUE TOCAVAM EM NOSSO CORETO. REVELAM AS ANTIGAS CONVERSAS OCORRIDAS NOS NOSSOS BANCOS EM NOITES DE VERÃO. SOPRAM SONS DO ALTO FALANTE, EM CANÇÕES JÁ NÃO MAIS OUVIDAS, QUE AGORA VIVEM EM ECOS OCULTOS QUE AINDA BROTAM NO TEMPO “Dominique nique nique sempre alegre...”, “Non Ho L’età, per amarti...”, “Dio, come ti amo”... CANÇÕES ATEMPORAIS!

                       Igreja do Bom Jesus de Alfredo Guedes / vista parcial do nosso coreto.

 SE FICAREM SOB A CAPELA DE SÃO BENEDITO ATÉ ALTAS HORAS, VIAJARÃO NO FEITIÇO DOS ANTIGOS SUSSURROS APAIXONADOS, DOS LAMENTOS DA LINDA E AMÁVEL NOIVA A PROCURAR O SEU PROMETIDO. VERÃO COM O CORAÇÃO, A VAPOROSA E LONGA CAUDA DO BRANCO VESTIDO A DESLIZAR ATÉ A VASTIDÃO DE ÁRVORES OCULTAS NA ESCURIDÃO DO VELHO POMAR AO FUNDO.
 E SABERÃO QUE LÁ, ELA AJOELHA-SE E REGA SEUS DESEJOS HÁ TEMPOS ENTERRADOS, COM SUAS LÁGRIMAS DE ESPERANÇA! ESPERA INCANSAVELMENTE QUE BROTEM DA TERRA QUE FORA DELA UM DIA. SABERÃO QUE O TEMPO PAROU PARA QUE O VIÇO DE SUA BELEZA NÃO PASSASSE, PARA QUE A PELE NÃO PERDESSE A ALVURA SENSUAL DOS DIAS DE PAIXÃO.


SABERÃO QUE ELA CONHECE CADA PALMO DE NOSSOS PARALELEPÍPEDOS VIVENDO SUA SAGRADA BUSCA. SENTIRÃO O FLUTUAR DE FARTOS E LONGOS CABELOS NEGROS A REFLETIR ESTRELAS E EXALAR DAMAS DA NOITE.
 SENTIRÃO O DISTRITO EM SUA ESSÊNCIA, E SENTIRÃO O DR. ALFREDO GUEDES, VIAJANTE DOS VENTOS, EM CADA UM DOS APITOS DO TREM. OUVIRÃO O BATER DE SUA BENGALA EM NOSSAS RUAS, E O FARFALHAR DE SUA CASACA NEGRA AO VENTO.


VENHAM CONHECER OS CAMINHOS DE "CAUSOS" E LENDAS, AS CANTIGAS INFANTIS QUE NASCEM NAS PROFUNDEZAS DO TUNEL DO CATETO, OS CAMINHOS QUE LEVAM ÀS FAZENDAS! AS MATAS QUE ABRIGAM OS NOSSOS TRILHOS.
VERÃO QUE NOSSAS ASSOMBRAÇÕES SÃO MEMÓRIAS VIVAS E POÉTICAS, A BAILAR PELAS ALAMEDAS DOS TEMPOS E DOS ESPAÇOS.

                       Tunel do Cateto (entre outros, parte da família Ferraz Bueno).                                                                                          
                                                                                          guardiadelendas.blogspot.com
                                                             Célia Motta

Nenhum comentário:

Postar um comentário