segunda-feira, 24 de julho de 2017

"CLARÕES DE CLARA"

AGORA, O QUE EU SINTO É VIDA.
AS MANHÃS E AS TARDES DE CHUVA CINZA,
SÃO SEMEADURAS DE NOVOS E FÉRTEIS TEMPOS, TEMPOS DE LUZ!
JÁ NÃO HÁ TORMENTO! NOVOS VENTOS.
DE ALGUM ESPAÇO, UM SUSSURRO VEM ME DESPERTAR,
RISOS SOLTOS SOPRAM VIDA EM MEU AR.
A CERTEZA DE SUA CHEGADA, MINHA BUSCA SAGRADA!
SEU OLHAR ME ESPREITA.
VEREDA NÃO MAIS ESTREITA.
VIDA MINHA, MINHA VIDA É SUA!
CANÇÃO DE CRIANÇA, MINHA ESPERANÇA...
VIAJA PRA MIM, MENINA DE LUZ,
CLAREIA O MEU E O SEU MUNDO, MINHA CLARA!
TUDO EM MIM, JÁ É VOCÊ!
TUDO EM MIM ACLARA...
BELEZA DE POESIA RARA, CLARA... CLARA...
CLARA DE LUZ!
BRILHO DA CRUZ!
RESSURGE! RETORNA! REGRESSA!
SAGRADA PROMESSA!


                                                                                 guardiadelendas.blogspot.com
                                                                                 Célia Motta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário