sexta-feira, 8 de maio de 2015

FRANCISCA, A SANTA!

E VIROU LENDA A SUA HISTÓRIA... E VIROU SANTA A NOSSA MOÇA...
CONTA-SE QUE FRANCISCA ERA MENINA DE EXTREMA FÉ E DEVOÇÃO. VOCACIONADA À VIDA RELIGIOSA, OBTEVE O CONSENTIMENTO DO PAI, CEL. JOAQUIM ANSELMO MARTINS E DE SUA MÃE, DONA JULIA PARA ATENDER AO CHAMADO DIVINO QUE REVOLVIA A SUA JOVEM ALMA.
TUDO CORRIA BEM ATÉ O DIA EM QUE FRANCISCA FICOU DEMASIADAMENTE DOENTE E VOLTOU PARA SUA CASA NA FARTA FAZENDA FARTURA...
COM O CORPO FRAGILIZADO PELA DOENÇA E A ALMA MAIS VIVA DO QUE NUNCA, FRANCISCA ENFRAQUECIA DIA À DIA...
A FAMÍLIA CUIDAVA COM AFINCO DA MOÇA DE OLHOS SUBLIMES E ALMA SANTIFICADA.
O PADRE REALIZOU OS ÚLTIMOS RITUAIS PARA A PASSAGEM DE FRANCISCA!
A MOÇA ENTÃO FÊZ UM ÚLTIMO PEDIDO À FAMÍLIA: QUERIA QUE ABRISSEM A JANELA DE SEU QUARTO NA MANHÃ SEGUINTE.
FRANCISCA QUE JÁ NÃO FALAVA COMO ANTES PELA FRAGILIDADE DA QUAL FOI ACOMETIDA, SURPREENDEU A TODOS COM A DECLARAÇÃO DE SUA VONTADE.
ATENDENDO AO SEU DESEJO, NA MANHÃ SEGUINTE, SEU QUARTO FOI ABERTO NA HORA COMBINADA, E A BELA JOVEM TRANSFIGUROU-SE EM FELICIDADE, ÊXTASE E TERNURA... TODO O SOFRIMENTO AGORA ERA POESIA... TODA A DOR AGORA ERA CONFORTO... TODA A SUA ALMA ERA ALEGRIA...
ENVOLTOS PELA BELEZA DO MÁGICO MOMENTO, COM O ESPÍRITO QUE ERA SÓ ENCANTAMENTO, MARTIRIZADA NA DOENÇA E COMPLETAMENTE FLORESCIDA EM SUAVES VERSOS, FRANCISCA COMEÇA A DESCREVER A VISÃO... E PELA JANELA, EM CAMINHOS DOURADOS DE LUZ CHEGA MARIA, A SANTÍSSIMA!
VIERA BUSCAR A ALMA DE NOSSA SANTA MENINA, NOBRE DE ALMA E DE CORAÇÃO...
O ÊXTASE DIVINAL EMBRIAGA A DOCE E TERNA MENINA E EXPANDE-SE CONTAGIANDO A TODOS... FRANCISCA AGORA TAMBÉM ERA RESPLANDECENTE... JÁ NÃO ERA MAIS O CORPO VULNERÁVEL... ERA PLENITUDE ETERNA... ERA A VIDA VENCENDO... SEGUINDO PARA O OUTRO LADO COM A SUA MÃEZINHA DE LUZES DOURADAS... ACALENTANDO AS NOSSAS ALMAS E TESTEMUNHANDO O SAGRADO, O ETERNO!
E OLHANDO OS OLHOS DE FRANCISCA, NOS DEPARAMOS COM TANTA PAZ E TERNURA QUE NÓS NOS PERGUNTAMOS: COMO FRANCISCA NÃO VERIA NOSSA SENHORA COM AQUELES OLHOS DIVINOS? COMO NÃO TERIA SIDO GUIADA PELA MATRIARCA CELESTE E GUERREIRA QUE SEGURARA SUA MÃO DURANTE AS MADRUGADAS DE DOR? COMO NÃO DERRAMARIA SUAS LÁGRIMAS DE AMOR E GRATIDÃO DIANTE DO POÉTICO SENTIDO QUE SOMENTE AS ALMAS EVOLUÍDAS CAPTAM NA MORTE? COMO MARIA GUERREIRA, SANTÍSSIMA E SUBLIME NEGARIA TAL ÊXTASE À FILHA AMADA E DEVOTA DE UMA VIDA INTEIRA?
LENDAS VIVAS DA FARTA FAZENDA FARTURA... POESIA DOS CÉUS RODOPIANDO À NOSSA VOLTA...LUZES ETERNAS DE FRANCISCA... AMOR DE MARIA, A GRANDIOSA!!!

CÉLIA MOTTA

Nenhum comentário:

Postar um comentário